Sinopse

Traição?

Um belo dia resolvi mudar, e fazer tudo o que eu queria fazer. Sempre tive vontade de me relacionar com uma mulher, mas nunca fiz isso com medo da reação do meu marido.

Pois bem resolvi mudar e fazer o que sempre quis, não me importava a opinião do André, mas eu teria que ser cuidadosa com isso, não queria perder ele, mas também não queria viver uma mentira eternamente.

Tenho uma amiga chamada Débora, ela é branquinha, olhos e cabelos escuros um corpo que me chama atenção, e ela é homossexual.

Sempre tivemos uma amizade forte, certo dia ela estava na minha casa e falávamos de desejos escondidos, não sei como nem por que revelei que sentia um desejo enorme por ela e me imaginava sua namorada, mas que isso seria difícil por conta do meu casamento.

Ela me olhou de um modo diferente e confessou que se sentia atraída por mim, mas tinha medo de me contar a verdade e perder minha amizade.

Neste momento comecei a acariciar seu rosto, estávamos sozinhas em casa, já que meu marido tinha saído. Eu estava louca de desejo, não agüentei e dei um beijo molhado e terno na minha amiga, aquele beijo foi nos possuindo o desejo que a gente tinha guardado por tanto tempo estava solto, comecei a beijar a Deh de um jeito diferente e ela começou a se esfregar em mim estávamos loucas de desejo, e era um desejo tão puro e único que nem percebemos quando o André chegou...

Ele nos pegou no quarto, na nossa cama, aos beijos, a gente se beijava de um jeito louco, indefinido, e uma passando a mão na outra, aquilo estava uma loucura.

Quando percebemos a presença dele já era tarde demais, ele já tinha nos visto juntas e a raiva estava no seu rosto, era um misto de raiva, tesão, ciúmes. Ele estava em choque, e nos duas ali, paradas, esperando a reação que ele teria.

Comecei a explicar que eu sempre tive desejo por ela e que agora não agüentava mais, e ele dizendo que eu o havia traído, que bobagem, trair com uma mulher, isso não era traição.

Nunca tinha visto ele tão puto da vida como estava ao ver aquela cena, mas ele teria que entender, caso contrario terminaria definitivamente meu casamento para viver ao lado da Deh.

Fomos aos poucos explicando que não havia traição alguma, e que se ele entendesse teríamos um relacionamento a três, o sonho da maioria dos homens.

Após muito tempo ele finalmente entendeu e assim demos inicio ao nosso relacionamento triplo, André, Débora e eu.

Deixe um comentário